.Tonada de Luna llena, Caetano Veloso

comecei assistir La Flor de Mi Secreto, de Almodóvar, 1995, e demorei pra engatar no filme. depois que me conectei com a história, a história secreta da escritora, personagem principal, é que consegui continuar. é estranho ver um Almodóvar antigo, umas cenas entrecortadas bruscamente, sem tantas conexões diretas entendidas, algo que não acho tão típico dele. (ou estou vendo errado seus filmes hehe). daí que gostei, o tema pareceu interessante, me prendeu, fiquei compadecida com o segredo da escritora, com a sua dor de não conseguir segurar as palavras e todo o restante do enredo. MAS foi exatamente no fim do filme, nos créditos do filme, que percebi o quanto sempre acabo me surpreendendo com o diretor. especialmente por saber de sua amizade direta com o cantor, descubro bem lá no finalzinho da história essa versão linda de Caetano em Tonada de Luna llena. eu já gostava dessa música gratuitamente na voz de Perotá Chingó, quando ouvi pela primeira vez. agora fico aqui no automático do repeat do media player, ouvindo horas e horas e horas a voz dele nessa versão.

Caetano deveria ser eterno.

.

um trecho do filme, mas a música na voz de Caetano só toca nos créditos do filme:

https://www.youtube.com/watch?v=UMaUZyqg6J8

Leaver a comment